01 julho 2015

COMUNICADO: ENTREGA DE CERTIFICADOS DO CTVISAU 2013



A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) comunica que os certificados do Curso Técnico de Vigilância em Saúde - CTVISAU 2013, das turmas Bangú, Padre Miguel e EPSJV estão disponíveis.

Os certificados deverão ser retirados na secretaria escolar da EPSJV, situada na Av. Brasil, 4365, Manguinhos, Rio de Janeiro.

Recomenda-se que os alunos entrem em contato antes para saber se existe alguma pendência de documentação, o que impedirá a liberação do diploma. O telefone de contato do setor responsável é: 3865-9801.

18 junho 2015

CLIPPING: PESQUISADOR DA ENSP FALA SOBRE DOENÇAS LIGADAS AO AMIANTO

O Programa Ligado em Saúde, do Canal Saúde, recebeu o pesquisador do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP) Francisco Pedra para falar sobre o amianto e as doenças associadas a ele. Durante a entrevista, Pedra alertou que desde 1960 é sabido que o amianto é cancerígeno. No entanto, ainda existe dificuldade de reconhecimento e diagnóstico por parte dos médicos.

Clique aqui para acessar o vídeo da entrevista.

FONTE: Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca. Informe Ensp. Disponível em: <http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/informe/site/materia/detalhe/37923>. Acesso em: 17 JUN 2015.

17 junho 2015

ABERTO O PRAZO PARA RENOVAÇÃO DE MATRÍCULAS DO PREVI-RIO BILÍNGUE

A renovação do PreviRio Bilíngue deverá ser feita exclusivamente pela internet, na página do Previ-Rio, no endereço www.rio.rj.gov.br/web/previrio, mediante a impressão da Carta Benefício, no período de 22 de junho a 26 de julho. Após a impressão da carta, o segurado já poderá efetuar a matrícula de seu dependente, no curso desejado, no período de 1 a 31 de julho. O servidor pode escolher entre os diversos cursos conveniados com o Previ-Rio, espalhados pela cidade, mantendo o aluno no atual ou escolhendo outro, caso seja seu interesse mudar. O benefício vem financiando integralmente, desde 2011, curso de inglês completo para dependentes dos servidores segurados do Instituto, visando à preparação da Cidade para receber os próximos grandes eventos esportivos.

Clique aqui para ver a publicação no Diário Oficial do Rio.

Fonte: Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro | Poder Executivo | Ano XXIX | Nº 61 | Quarta-feira, 17 de junho de 2015.

CLIPPING: MESMO COM VACINA, VETOR DA DENGUE CONTINUA SENDO O MAIOR PROBLEMA

Dr. Dalcy Albuquerque alerta que ações de combate ao mosquito Aedes aegypti são as mais favoráveis para conter epidemias de dengue, chikungunya e zika vírus

Existe a possibilidade de termos uma epidemia pelo
zika, muitas pessoas podem estar infectadas, pois o
Aedes é um vetor  que está muito disseminado pelo
Brasil
Uma vacina contra a dengue, produzida pela Sanofi Pasteur e que deve estar disponível a partir de 2016, é uma das soluções mais aguardadas pela comunidade médica brasileira. Novidades sobre o produto devem ser divulgadas durante a 51º Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop/SBMT), que ocorre entre os dias 14 e 17 de junho, em Fortaleza, no Ceará. O infectologista Dr. Dalcy Albuquerque Filho reconhece a importância do produto, mas alerta para a necessidade de manter o foco no combate ao mosquito transmissor da doença, oAedes aegypti.
“Acredito que, com a vacina, vamos conseguir resolver uma parte do problema da dengue, mas não do Aedes – que continua sendo o maior problema”, lembra o especialista, que é o representante da SBMT no Distrito Federal. A importância das ações, segundo ele, é ainda maior porque o mosquito também transmite outras enfermidades como a chikungunya e o recém-chegado zika vírus.
De acordo com o Dr. Albuquerque, é fundamental reforçar a atenção nas políticas preventivas como os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor. “É preciso procurar fazer a prevenção de dengue dentro de casa contra o inseto. Fazendo isso, estaremos controlando também as demais doenças”, esclarece. Além disso, ele considera importantes as pesquisas sobre tecnologia que pode impedir mosquitos de transmitir dengue.
Clique aqui para acessar a matéria completa
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Disponível em: <http://sbmt.org.br/portal/mesmo-com-vacina-vetor-da-dengue-continua-sendo-o-maior-problema/>. Acesso em: 17 JUN. 2015.

08 junho 2015

ACORDO DE RESULTADOS 2014: PREFEITURA DO RIO TEM NOTA 8,1

Pagamento será feito aos servidores no dia 17 de junho

A Prefeitura do Rio divulga hoje o Acordo de Resultados de 2014, que apresenta as metas e resultados atingidos por 40 órgãos da administração municipal. Ao todo, foram estabelecidas 153 metas, das quais 118 foram alcançadas. As novidades desta edição são a criação das Metas Ouro (vinculadas ao Plano Estratégico) e Prata (ligadas à rotina da secretaria), além da entrada da Comlurb. Pelo desempenho na avaliação, os servidores das secretarias que cumpriram Acordo receberão bônus, que será pago no dia 17 de junho. O investimento será de 190 milhões. Os resultados auxiliam a prefeitura na melhoria das políticas públicas e no aprimoramento do atendimento ao cidadão.
Este ano, seis órgãos tiraram nota 10: Controladoria Geral do Município (CGM), Procuradoria Geral do Município (PGM), Empresa Municipal de Urbanização (RioUrbe), Secretaria Municipal de Obras (SMO), Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPD) e Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU). Ano passado, este resultado foi alcançado por quatro secretarias. A nota da Secretaria Municipal de Educação (SME) só será publicada após a divulgação do IDERIO.
Clique aqui para ver a matéria completa na fonte (D.O.).

Fonte: Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro | Poder Executivo | Ano XXIX | Nº 54 | Segunda-feira, 8 de junho de 2015.

03 junho 2015

CLIPPING: RIO DE JANEIRO REGISTRA PRIMEIRO CASO DE ZIKA VÍRUS

Especialista esclarece que doença não costuma causar grandes preocupações

O Estado do Rio de Janeiro registrou, neste fim de semana, o primeiro caso do zika vírus – nova doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti – o mesmo vetor do vírus da dengue. Os sintomas da dengue e da zika são parecidos: febre, dores no corpo e nas articulações, e manchas vermelhas. O vírus zika também provoca vermelhidão nos olhos. A doença não é transmitida de pessoa a pessoa.

– Uma grande preocupação é não negligenciar os casos de dengue, que têm uma letalidade maior. É importante ter clareza no diagnóstico e, na dúvida, tratar como dengue – afirma Alexandre Chieppe, superintendente de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde.

Após exames laboratoriais, o primeiro caso foi confirmado na capital fluminense pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), na noite de domingo (31/5). O paciente não tinha antecedentes de viagem. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, ele evolui clinicamente bem.

– É uma doença geralmente muito benigna e autolimitada. Geralmente, a pessoa fica curada em cerca de quatro a cinco dias. Já o tempo médio de recuperação dos sinais e sintomas da dengue é de 7 a 10 dias – explicou Chieppe.

Como prevenir

A forma mais eficaz de se prevenir contra o vírus zika é combatendo os criadouros do mosquito Aedes aegypti. Medidas como armazenar lixo em sacos plásticos fechados; manter a caixa d’água completamente vedada; não deixar água acumulada em calhas e coletores de águas pluviais; recolher recipientes que possam ser reservatórios de água parada; encher com areia os pratinhos dos vasos de plantas e tratar água de piscinas e espelhos d’água com cloro são ações importantes e que ajudam a evitar a disseminação do vírus transmissor da doença.

– É importante lembrar que bastam dez minutos por semana para impedir que sejam formados criadouros do mosquito – ressaltou o superintendente de Vigilância Epidemiológica.

O vírus foi descoberto pela primeira vez em 1947, em Uganda (África), na Floresta de Zika. Nas Américas, somente foi identificado na Ilha de Páscoa, território do Chile, no oceano Pacífico, no início de 2014. Em abril de 2015, foi confirmada a circulação do zika no Brasil.

Fonte: Portal do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.rj.gov.br/web/imprensa/exibeconteudo?article-id=2453254>. Acesso em: 03 MAI. 2015.

29 maio 2015

DECRETO ESTABELECE PONTO FACULTATIVO NAS REPARTIÇÕES PÚBLICAS MUNICIPAIS NO DIA 5 DE JUNHO.



Estabelece ponto facultativo nas repartições públicas municipais no dia 05 de junho de 2015 e dá outras providências.

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor,

DECRETA: Art. 1.º O ponto será facultativo nas repartições públicas municipais no dia 05 de junho de 2015, excluídos desta previsão os expedientes nos órgãos cujos serviços não admitam paralisação.

Art. 2.º A Secretaria Municipal de Saúde editará Resolução regulamentando o expediente nas Unidades de Saúde da Rede Pública Municipal.

Art. 3.º Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação.

Rio de Janeiro, 28 de maio de 2015; 451º ano da fundação da Cidade.

EDUARDO PAES

Fonte: Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro | Poder Executivo | Ano XXIX | Nº 50 | Sexta-feira, 29 de maio de 2015.

28 maio 2015

CLIPPING: INFO DENGUE RIO ESTUDA INCLUIR DADOS SOBRE CHIKUNGUNYA E ZIKA

Em operação desde o início do ano, o sistema de monitoramento online da dengue desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) vem abastecendo a Prefeitura do Rio de Janeiro de informações estratégicas sobre a evolução da doença em tempo real no município. Mas os pesquisadores envolvidos no projeto querem mais. Já está em negociação com o poder público a inclusão de pelo menos outras duas doenças emergentes, transmitidas pelo mesmo vetor que a dengue: a chikungunya e o Zika vírus.
Atualmente, as informações reunidas pelas diferentes equipes envolvidas no projeto estão disponíveis para o público no portal Info Dengue Rio. Com uma longa tradição de modelagem de dados em vigilância, os pesquisadores do Programa de Computação Científica (PROCC) da Fiocruz e seus colegas da Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getúlio Vargas (EMAp) da FGV processam os dados sobre doentes enviados pela Prefeitura do Rio de forma a ter um mapa sempre atualizado sobre a dengue.

Clique aqui e veja a matéria completa.

Fonte: Informe Ensp. Disponível em: <http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/informe/site/materia/detalhe/37810>. Acesso: 28 MAI. 2015.

26 maio 2015

CLIPPING: BENZENO: REPORTAGEM DESTACA AÇÕES JUDICIAIS A TRABALHADORES EXPOSTOS

A edição de domingo (24/5) do jornal O Globo traz reportagem sobre estudos e ações na justiça que denunciam exposição de trabalhadores a substância cancerígena. A contaminação ocorrida por benzeno é destaque no texto, através de estudos realizados pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Na ENSP, o trabalho desenvolvido pelo Cesteh Avaliação da exposição ocupacional ao benzeno em postos de combustíveis do município do Rio de Janeiro: uma abordagem integrada para as ações de vigilância em saúde é ressaltado nas falas do pesquisador Marco Menezes.

Clique aqui e confira a íntegra da reportagem.

Fonte: Informe Ensp. Disponível em: <http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/informe/site/materia/detalhe/37779>. Acesso em: 25 MAI. 2015.