24 maio 2017

PRAZO PARA ALTERAÇÕES NO PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR MUNICIPAL VAI ATÉ O DIA 28

O prazo para adesão, migração ou cancelamento do Plano de Saúde do Servidor Municipal (PSSM) vai até o próximo dia 28. Tudo pode ser feito no site do Previ-Rio, no endereço www.rio.rj.gov.br/web/previrio. Os atuais usuários da Assim terão seu contrato automaticamente prorrogado por mais seis meses, a menos que não tenham interesse. Já os clientes Caberj terão que indicar no sistema se querem migrar para os planos da Assim.
A possibilidade de pagamento por boleto para quem extrapola margem consignável, que havia sido suspensa na Portaria de abertura do prazo, será retomada hoje, dia 24. Os que não se manifestarem serão excluídos do PSSM.
Clique aqui e veja a publicação no Diário Oficial.

Fonte: Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro | Poder Executivo | Ano XXXI | Nº 47. Disponível em: <http://doweb.rio.rj.gov.br/>. Acesso em: 24 MAI. 2017.

24 março 2017

LISTA DOS SELECIONADOS PARA O CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO SUBSEQUENTE AO ENSINO MÉDIO EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE (CTVISAU 2017).

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro em parceria com a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fundação Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz) torna público a relação dos servidores selecionados para o Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Vigilância em Saúde (CTVISAU 2017).

Todas as informações estão publicadas na aba "CTVSAU 2017" deste blog.

22 março 2017

CANDIDATOS SELECIONADOS PARA ENTREVISTA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PRECEPTORES DO CURSO TÉCNICO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE (CTVISAU 2017).

A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fundação Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz) e a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, informam os nomes dos candidatos selecionados para entrevista do processo seletivo simplificado para preceptores do Curso Técnico de Vigilância em Saúde (CTVISAU 2017).

Todas as informações estão publicadas na aba "CTVSAU 2017" deste blog.

13 março 2017

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PRECEPTORES DO CURSO TÉCNICO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE


A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fundação Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro torna público o processo seletivo simplificado para preceptores do Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Vigilância em Saúde (CTVISAU 2017).

Todas as informações estão publicadas na aba "CTVSAU 2017" deste blog.

09 março 2017

NOVA TURMA PARA FORMAÇÃO TÉCNICA EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE (CTVISAU 2017)

A Secretaria Municipal de Saúde da Cidade do Rio de Janeiro (SMS-Rio), em parceria com a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), abrirá (13/03) vagas para formar 70 agentes da vigilância em saúde no Curso Técnico de Vigilância em Saúde (CTVISAU 2017).
Todas as informações serão publicadas na aba "CTVSAU 2017" deste blog.

15 fevereiro 2017

CLIPPING: COMBATER O AEDES AEGYTPI É DEVER DE TODOS

Dengue, Zika e Chikungunyua são transmitidas pelo mesmo mosquito, o Aedes aegypti. Para combater as doenças, é preciso vencer o mosquito, eliminando os criadouros. Por isso, é importante que todos façam sua parte.

Mais de 80% dos criadouros dos criadouros do Aedes aegypti estão no ambiente domiciliar. O combate aos focos do mosquito é um dever de todos. Toda a população precisa ajudar eliminando em suas casas e quintais os reservatórios de água que podem se tornar em potenciais criadouros do vetor.

Além de eliminar os criadouros do mosquito em suas próprias residências, a população pode colaborar também denunciando possíveis focos por meio da Central de Atendimento da Prefeitura, no telefone 1746. De todas as 17.064 solicitações feitas em 2015 sobre o Aedes aegypti ao serviço, 95,97% foram atendidas pelos agentes de vigilância ambiental em saúde dentro do prazo.

Clique aqui para ver a matéria na íntegra.

Fonte: Prefeitura da Cidade do Rio. Disponível em: <http://www.prefeitura.rio/web/sms/exibeconteudo?id=5923014>. Acesso em: 15 FEV. 2017.

13 fevereiro 2017

MULTIRIO: DETONA AEDES!



A dengue, a zika e a chikungunya são doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e, apesar de terem sintomas parecidos, possuem algumas características próprias. Enquanto a chikungunya causa dores mais prolongadas nas articulações, a dengue se caracteriza pela febre muito alta, e a zika, pelas manchas avermelhadas no corpo.


A eliminação do vetor, acabando com os criadouros do Aedes aegypti – que coloca seus ovos em recipientes com água parada – é melhor forma de prevenção.



O esforço para impedir sua proliferação exige a mobilização de todos. Confira alguns produtos elaborados pela MultiRio que vão ajudar a disseminar essa ideia e baixe as sugestões de atividades para utilizá-los!

Clique aqui para acessar o site da MultiRio.

10 fevereiro 2017

CLIPPING: PREFEITURA CONVIDA CARIOCAS E OUTROS MORADORES PARA O COMBATE AO AEDES AEGYPTI

A população carioca está  convidada a participar de um grande mutirão contra o mosquito Aedes aegypti e as arboviroses (dengue, zika e chikungunya) no próximo sábado, dia 11 de fevereiro. Ao todo, 126 unidades de saúde, espalhadas por toda a cidade, serão usadas como pontos de encontro para ações de combate ao vetor em todas as regiões. A mobilização faz parte da campanha "Aqui mosquito não se cria" e conta o apoio das secretarias de Saúde; de Educação, Esportes e Lazer; e da Assistência Social e Direitos Humanos.
 
O mutirão acontece das 8h às 12h. O prefeito Marcelo Crivella e o secretário de Saúde, Carlos Eduardo de Mattos, abrem o dia de mobilização na Clínica da Família Souza Marques, em Madureira, na Praça do Patriarca, bairro em que há alto índice de infestação pelo mosquito.
 
Profissionais de saúde estarão em todas as regiões da cidade para conscientizar a população sobre a importância de ações cotidianas na prevenção das arboviroses. Também haverá distribuição de material informativo. O secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo de Mattos, reforça a convocação lembrando que 10 minutos são suficientes para derrotar o mosquito. "Um dia por semana, 10 minutos neste dia e o morador se certifica que não está em risco e nem gerando risco para seus vizinhos. Temos que nos unir", acredita.
 
Além dos profissionais das unidades e de voluntários, aproximadamente 3 mil agentes de vigilância em Saúde estarão nas ruas realizando vistorias nas áreas dos bairros com maior índice de infestação do mosquito de acordo com o último LIRAa, o Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti. A pesquisa mostra ainda que, em 82% dos casos, os criadouros do mosquito estão no interior das residências. Os depósitos onde se encontram, com mais frequência, as larvas do Aedes são ralos, piscinas não tratadas, fontes ornamentais e tanques de obras, seguidos de recipientes usados como reservatórios domésticos de água, como caixas d'água, cisternas, tonéis, tambores e filtros.

 

Além de envolver a população do combate ao mosquito, o mutirão tem por objetivo preparar a cidade para o período de chuvas. Mesmo com índices dentro do tolerável, o município permanece em alerta para o risco de epidemia, principalmente para Chikungunya.

 
VEJA A PROGRAMAÇÃO DE TODAS AS REGIÕES DA CIDADE: