03 setembro 2014

CLIPPING: EM NOVO TESTE, VACINA DE DENGUE TEVE EFICÁCIA DE 60,8% NA AMÉRICA LATINA

Até o momento, não existe uma vacina aprovada
contra a dengue, transmitida pelo Aedes aegypti
(Foto: Douglas Aby Saber / Fotoarena)
O laboratório Sanofi Pasteur anunciou que a vacina experimental contra dengue desenvolvida pela empresa conseguiu reduzir em 60,8% o número de casos da doença em estudo que envolveu quase 21 mil crianças e adolescentes da América Latina e Caribe.
Resultados mais detalhados da pesquisa devem ser anunciados em novembro, na reunião anual da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene (ASTMH, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, e também publicados em uma revista científica ainda neste semestre, de acordo com Sheila Homsani, gerente do departamento médico da Sanofi Pasteur.
Clique aqui e leia a notícia na íntegra.
FONTE: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2014/09/em-novo-teste-vacina-de-dengue-teve-eficacia-de-608-na-america-latina.html

31 agosto 2014

CLIPPING: ACIDENTES COM ANIMAIS PEÇONHENTOS NO PAÍS DOBRAM EM 10 ANOS


Crescimento é preocupante, diz pesquisadora do Instituto Butantan.


Ação do homem no meio ambiente tem provocado fenômeno, afirma.




Os acidentes com animais peçonhentos vêm aumentando no Brasil: entre 2003 e 2013, o número de ocorrências pulou de 75.642 para 162.234, crescimento de 114,5%, segundo dados do Ministério da Saúde.

O assunto veio à tona na conferência de abertura da XXIX Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), que acontece esta semana em Caxambu, Minas Gerais. De acordo com a médica Fan Hui Wen, pesquisadora do Instituto Butantan, o aumento se deve principalmente a alterações ambientais provocadas pelo homem.

No caso dos acidentes com escorpiões, que foram responsáveis por 79.481 acidentes notificados no ano passado, o crescimento pode ser atribuído à degradação do ambiente urbano, principalmente nas periferias, segundo a pesquisadora. “O acidente por escorpião vem sendo registrado principalmente nessas áreas, em regiões onde as condições sanitárias não são as mais adequadas. Temos visto isso principalmente nas capitais do Nordeste”, diz Hui.


Acidentes com animais peçonhentos no Brasil

subtítulo

Número de casos75,64296,472101,724123,614137,694162,234200520100255075100125150175

Ministério da Saúde/Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan)

Quanto às lagartas, que começaram a provocar acidentes principalmente na Região Sul do país na década de 1980, o problema tem sido o desmatamento. “Elas começaram a surgir em função de quase não haver mais mata nativa na região sul.

Não é um processo de um ano para o outro, mas acontece ao longo do tempo até que chega um limiar em que esses animais não têm como buscar seu sustento no que restou do que era seu ambiente, então vão buscar essas condições no ambiente urbano”, diz a pesquisadora. As lagartas provocaram 3.739 acidentes no ano passado.

Acidentes com aranhas também tiveram um boom na década de 1980, principalmente com o crescimento das cidades do Paraná. No ano passado, foram 29.816 picadas de aranha no Brasil.

Já o aumento das picadas de cobra pode ter relação com iniciativas como a concessão de hidrelétricas e abertura de espaços anteriormente cobertos com mata nativa principalmente na Amazônia. “Essas alterações ambientais já vêm sendo estudadas há algum tempo e demonstra-se que em locais onde elas acontecem, o número de acidentes começa a sair do que seria esperado para aquele local”, observa Hui. No ano passado, 28.247 picadas de cobra foram notificadas no país.

Para a médica, apesar de o soro anti-veneno já ser um tratamento consolidado, a ciência ainda pode contribuir muito no desenvolvimento de estratégias complementares de tratamento dos acidentes com animais peçonhentos, principalmente no que diz respeito aos efeitos locais das picadas. O soro corta o efeito sistêmico do veneno, mas muitos pacientes têm os membros atingidos necrosados e amputados.

Segundo ela, muitos desses efeitos não são provocados diretamente pelo veneno, mas pela ativação de componentes do organismo que geram uma resposta secundária. “A busca de tratamentos complementares visa encontrar substâncias capazes de bloquear essa ativação secundária”, diz. Segundo ela, algumas estratégias já foram testadas em animais, mas ainda falta que esses conhecimentos passem da bancada do laboratório para testes com humanos.

Clique aqui e veja a matéria na fonte.
FONTE: G1. Disponível em: <http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/08/acidentes-com-animais-peconhentos-no-pais-dobram-em-10-anos.html>. Acesso em: 31 ago. 2014.

27 agosto 2014

INSCRIÇÕES PARA O CURSO DE ATUALIZAÇÃO “MANEJO E CONTROLE DAS LEISHMANIOSES” PARA PROFISSIONAIS DE NÍVEL SUPERIOR VÃO ATÉ O DIA 29 AGOSTO

A Vice‐Direção de Ensino do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, torna público, para conhecimento dos interessados, o calendário e as normas para a seleção de candidatos ao Curso de Atualização no Manejo e Controle das Leishmanioses, do seu Programa de Pós‐graduação.

Objetivo do curso: 

Oferecer informações atualizadas sobre aspectos clínicos, epidemiológicos, laboratoriais e medidas de prevenção e controle das Leishmanioses.
 
Público Alvo: 

Profissionais de saúde de nível superior que atuam na rede pública de saúde.
 
Vagas: 

Serão oferecidas 40 (quarenta) vagas.

Para maiores informações acesse o edital completo clicando aqui

Fonte: http://www.siga.fiocruz.br/arquivos/ls/documentos/editais/616_Chamada%20Publica.pdf

23 agosto 2014

BATE-PAPOS DA PRIMEIRA CONFERÊNCIA VIRTUAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL COMEÇARAM NESSA QUINTA-FEIRA (21)

Brasília-DF, 20/08/2014- A agenda de bate-papos da Primeira Conferência Virtual de Proteção e Defesa Civil inicia-se nesta quinta-feira (21). Neste espaço, especialistas e profissionais conversarão com os internautas sobre assuntos relacionados à proteção e defesa civil. Os temas já definidos para este primeiro momento são: capacitação e o papel das universidades na redução de riscos de desastres.
No primeiro dia de evento, o analista do Departamento de Minimização de Desastres da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (DMD/Sedec), Anderson Chagas da Silva, falará sobre capacitação dos agentes de proteção e defesa civil. Às 13h, o tema do bate-papo será "O papel das Universidades na redução de riscos de desastres", com Ana Flavia Rodrigues Freire. Ela é especialista na área de recursos hídricos, com Mestrado em Gestão e Regulação de Serviços de Saneamento pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
Para ler na íntegra, clique aqui.
 Particpe da Conferência Virtual através do Portal E-Democracia
 Fonte: http://unisdr.cmail1.com/t/ViewEmail/i/1ABDD23B76B1C80A /8BCF49C1BA9D366A0F8C96E86323F7F9 

19 agosto 2014

AGENTES LOCAIS EM DESASTRES NATURAIS (2ª oferta)

SELEÇÃO PARA A 2ª OFERTA DO CURSO

AGENTES LOCAIS EM DESASTRES NATURAIS

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da Cidade do Rio de Janeiro, através da Coordenação de Vigilância Ambiental em Saúde, em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde – Cepedes/Fiocruz, abre vagas para qualificar 90 Agentes da Vigilância em Saúde no Curso Agentes Locais em Desastres Naturais.

Para maiores informações, clique aqui.

18 agosto 2014

ENTENDA AS MUDANÇAS NAS GRATIFICAÇÕES DO ACORDO DE RESULTADOS


As novas regras já estão em vigor para as gratificações que serão pagas no próximo ano.

Saiba mais clicando aqui. 

Fonte: http://www.rio.rj.gov.br/web/portaldoservidor/exibeconteudo?id=4856506 

14 agosto 2014

EMAIL TAMBÉM PODERÁ SER USADO PARA AGENDAMENTO DE ESTERELIZAÇÃO GRATUITA DA SEPDA

A partir do dia 15 de Agosto as solicitações de agendamentos para esterelização gratuita de animais serão feitas através do email agendamento@sepda.com.br

No email devem ser dadas as seguintes informações:

- Nome Completo
- CPF
- Endereço Completo (com Bairro e CEP)
- Telefones de Contato
- Animal (Gato, Gata, Cão ou Cadela)
- Peso do Animal
- Idade do Animal
- Posto de Atendimento

 
O agendamento também poderá ser feito pelos telefones: 29676-2416 e 3108-1007.

Fonte: www.rio.rj.gov.br/web/sepda

08 agosto 2014

CLIPPING: DOIS RADARES PROMETEM ANTECIPAR PREVISÕES DE TEMPESTADES NO RIO

Foto Reprodução Portal G1
O Rio vai ganhar um reforço para monitorar as chuvas em todo o estado. Dois radares meteorológicos prometem antecipar em pelo menos seis horas as previsões de tempestades. Eles também podem ajudar a prevenir desastres naturais. As informações foram exibidas no Bom Dia Rio nesta quinta-feira (7).
O radar que será instalado em Guaratiba, na Zona Oeste, vai começar a funcionar ainda neste mês de agosto. O outro, em Macaé, ficará pronto em setembro. Os novos equipamentos vão se comunicar com outros nove do governo federal para formar uma rede de prevenção meteorológica.

Fonte: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/08/dois-radares-prometem-antecipar-previsoes-de-tempestades-no-rio.html

07 agosto 2014

CLIPPING: RADIS ALERTA PARA OS DESAFIOS DAS LEISHMANIOSES

A edição deste mês da Revista Radis (número 143 - agosto 2014) destaca, na reportagem de capa, as leishmanioses - grupo de doenças negligenciadas de difícil diagnóstico, controle e tratamento, que causam de 20 mil a 30 mil mortes por ano em todo o mundo. A publicação também apresenta os resultados da pesquisa Nascer no Brasil, cujos dados mostram que a cesariana, que deveria ser uma intervenção utilizada apenas para beneficiar mulheres e crianças em situação de risco, é o meio mais utilizado na hora do parto. Outra reportagem aponta a relação entre a interferência humana e o aquecimento global.

Na matéria sobre as leishmanioses, o repórter Bruno Dominguez faz um alerta: o aumento da letalidade e a velocidade com que a doença se expande para o meio urbano se contrapõem às medidas de prevenção, informação para diagnóstico precoce e desenvolvimento de vacinas e medicamentos alternativos - que não avançam na velocidade necessária. “É uma doença complexa, que demanda resposta complexa”, resumiu a pesquisadora do Laboratório Insterdisciplinar de Pesquisas Médicas do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), Claude Pirmez.

Ainda de acordo com o texto, as leishmanioses são endêmicas em 98 países, atingindo em especial nações em desenvolvimento, dada sua relação com pobreza, habitação precária e subnutrição. “O Brasil está na lista dos países que concentram 90% dos 1,3 milhão de novos casos registrados por ano no mundo, junto de Bangladesh, Índia, Etiópia, Nepal e Sudão”, informa a matéria de capa da Radis.

Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Fonte: http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/informe/site/materia/detalhe/35980

05 agosto 2014

LICENÇA DE ATÉ 10 DIAS NÃO PRECISA MAIS SER APROVADA POR PERÍCIA MÉDICA

ATO DO SECRETARIO
RESOLUÇÃO SMA Nº 1911 DE 22 DE JULHO DE 2014.

Dispõe sobre a concessão de afastamento dos
servidores municipais, por motivo de licença para tratamento de saúde.

Art. 1º Os servidores municipais da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, quando acometidos por patologia que requeira o afastamento temporário do trabalho, poderão apresentar, diretamente ao Órgão Setorial de Recursos Humanos da Secretaria de lotação do servidor, atestado emitido por médico, objetivando a concessão da licença para tratamento de saúde, pelo prazo de até 10 (dez) dias, consecutivos ou não, sem a necessidade de avaliação prévia pela GPM [Gerência da Perícia Médica].

Clique aqui e veja a publicação no D.O.

Fonte: Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro | Poder Executivo | Ano XXVIII | Nº 87 | Quarta-feira, 23 de julho de 2014.