12 junho 2012

RIO+20: PREFEITO PARTICIPA DA ABERTURA DE SEGUNDO SEMINÁRIO SOBRE GESTÃO DE PRAIAS

Prainha será candidata a praia-piloto do Programa Bandeira Azul, certificado de excelência socioambiental

O prefeito Eduardo Paes participou, na manhã desta segunda-feira, dia 11, da abertura do GESCOM – II Seminário Científico Internacional de Gestão Compartilhada de Praias, no Forte de Copacabana. O evento, paralelo à Rio+20, acontece até amanhã, dia 12, e vai reunir autoridades governamentais, empresariais e representantes da sociedade civil para discutir a importância da parceria público-privada na gestão das praias costeiras.

- Entramos agora oficialmente no período da Rio+20. O Rio tem um compromisso muito forte com a questão ambiental. Falar das praias cariocas significa tratar de um estilo de vida, de uma forma de vender a cidade, que faz com que o Rio de Janeiro seja desejado pelo mundo inteiro. O meio ambiente tem um ativo econômico. As pessoas decidem morar ou não, investir ou não na cidade em razão das qualidades ambientais – disse Paes, que citou iniciativas municipais importantes para a preservação ambiental.

- Há uma semana a cidade fechou o Aterro de Gramacho e inaugurou o primeiro BRT e a nova Estação de Tratamento de Esgoto da Zona Oeste. Agora, recebemos a Rio+20 com um Centro de Tratamento de Resíduos adequado.

Ao término do II GESCOM Praias será lançada a candidatura da Prainha, na Barra da Tijuca, Zona Oeste, como praia-piloto do Programa Bandeira Azul, um certificado internacional de excelência socioambiental. Criada pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE), da Inglaterra, a Bandeira Azul identifica praias em todo mundo que cumpram um conjunto de requisitos de qualidade ambiental.

- Apoiamos esse encontro e queremos fazer da Prainha o primeiro exemplo brasileiro para receber a Bandeira Azul. Já estamos fazendo uma série de intervenções que a qualificam para ser exemplo de conservação ambiental, de manutenção e de sustentabilidade. Temos replantio de vegetação, limpeza em filtros nas águas pluviais, temos iniciativas de preservação no parque atrás da Prainha. Enfim, há um conjunto de iniciativas que fazem com que o local seja ambientalmente correto. Um espaço que o homem pode usar sem que ele perca sua qualidade – anunciou o prefeito.

A realização do II GESCOM Praias é uma parceria entre Instituto-e, UNESCO e Prefeitura do Rio.
Para o fundador do Instituto-e, Oscar Metsavaht, a GESCOMtem a missão de recuperar um dos mais importantes bens que a cidade tem, que são as praias.

- É a Rio+20 começando de uma forma bela e rica como esse nosso Rio de Janeiro. Esse encontro serve para discutir com todos os convidados práticas e questões de gerenciamento de cidades a beira do litoral. A missão do GESCOM na Rio+20 é conseguir fazer com que mares e oceanos beneficiem toda a cidade.